segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Reflexos sobre o hino!

Dizem por ai que o hino anda descontextualizado da realidade portuguesa de alguns séculos pra cá. Mas no entanto na minha humilde análise acho que está bastante actualizado. O que as pessoas ainda não repararam é que a Portuguesa, nome da letra do nosso hino, está é repleto de ironia e por isso mesmo bastante actualizado, se não vejamos….

Heróis do Mar?... pois claro representados pelos os surfistas, que de tanto em tanto, lá aparecem nas notícias o salvamento de alguém, por esta classe de portugueses também denominados de desportistas radicais.

Nobre povo?... Nobre pois então. Mais que não seja pela arte da ilusão, tendo em conta os escândalos de corrupção noticiados, para não falar dos anónimos, das cunhas e padrinhos dos falsos atestados médicos, omissão de rendimentos com o propósito de fugir ao fisco ou usufruir de subsídios que deveriam ser canalizados para pessoas que realmente necessitam.

Nação valente? E imortal?...
Valente! Bem, isso deixo ao critério de cada um. Imortal? Vejamos, uma vez que o envelhecimento da população e a baixa natalidade registada em Portugal, ao longo dos últimos anos, não sei, mas continuando assim dificilmente se poderá esperar a continuidade Lusitana por muito tempo…

Pois é, acho que poderíamos continuar por ai fora, mas acho que estes exemplos foram mais que suficientes para me fazer entender.
Deixo ao vosso critério o acrescentar de mais exemplos pela vossa parte ou comentarem os prós e contras da minha análise.
Da minha parte voltarei a este texto para novas análises, se justificar!

Sem comentários:

Enviar um comentário